"Sinto muito", diz australiano sobre falta de evidência de que criou a bitcoin

quinta-feira, 5 de maio de 2016 17:49 BRT
 

LONDRES (Reuters) - O empreendedor do setor de tecnologia da Austrália Craig Wright, que no começo desta semana afirmou que divulgaria "prova extraordinária" de que era o criador da moeda digital bitcoin, não vai fornecer mais evidências, segundo mensagem publicada em seu blog nesta quinta-feira.

Apesar de Wright não ter renegado a afirmação de que é Satoshi Nakamoto, o nome tido como pseudônimo usado pela pessoa ou grupo que criou a moeda digital em 2008, sua mensagem foi considerada por muitos especialistas do assunto como uma confirmação das suspeitas de que ele não é o criador da bitcoin.

"Eu acreditei que poderia fazer isso. Eu acreditei que poderia deixar anos de sigilo para trás", disse Wright. "Mas, da forma como os eventos desta semana se desdobraram... eu não tenho coragem (de publicar as provas). Não posso."

A bitcoin é uma moeda digital que permite que os detentores transfiram valores pelo mundo rápida e anonimamente sem a necessidade de verificação dos valores por um terceiro. Várias tentativas foram feitas para identificar seu criador. As alegações iniciais de Wright chamaram a atenção pois foram apoiadas por especialistas do assunto.

Gavin Andresen, um dos principais desenvolvedores da área, e Jon Matonis, consultor sobre a moeda, escreveram textos em seus blogs na segunda-feira apoiando as alegações do australiano, afirmando que viram provas de que Wright era Nakamoto. Wright disse nesta quinta-feira que Andresen e Matonis não foram enganados, mas "o mundo nunca mais vai acreditar nisso agora".

Depois de ter sido pressionado a fornecer evidências mais críveis de que era o criador da bitcoin, Wright publicou em seu blog na segunda-feira que iria fornecer "documentos e evidências verificáveis de forma independente" que apoiariam sua alegação. A mensagem acabou sumindo de seu blog.

"A possibilidade de que Wright seja Satoshi vai sempre existir, mas dada a quantidade de evidências que deixa isso em dúvida, eu creio que seria tolo dar a esta possibilidade tanta importância", disse Jerry Brito, diretor do grupo Coin Center, baseado em Washington.

"Ele não forneceu nenhuma evidência criptográfica verificável pelo público... O comunicado de hoje em seu blog apenas mancha ainda mais sua credibilidade."

Representantes de Wright não comentaram o assunto, mas disseram que ele continua sendo seu cliente. Eles acreditam que Wright ainda esteja em Londres, onde tem morado nos últimos meses.   Continuação...