Uber e Lyft perdem votação sobre verificação de digitais de motoristas no Texas

segunda-feira, 9 de maio de 2016 11:13 BRT
 

AUSTIN, Estados Unidos (Reuters) - As empresas de aplicativos de transporte urbano Uber e Lyft sofreram uma embaraçosa derrota no sábado na capital do Estado norte-americano do Texas, Austin, depois que eleitores apoiaram medida que exige verificação de antecedentes das impressões digitais dos motoristas.

As duas companhias gastaram mais de 8 milhões de dólares para evitar a aprovação de uma legislação que obriga a verificação de antecedentes criminais via impressão digital. Os recursos foram aplicados em uma campanha contra a medida, mas os eleitores deciditam contra as empresas por uma margem de 56 a 44 por cento.

"Decepção não é suficiente nem para começar a descrever como nos sentimos sobre o encerramento de operações em Austin", disse o diretor-geral do Uber na capital texana, Chris Nakutis, em comunicado.

"Infelizmente, as regras aprovadas pela Câmara da cidade não permitem a operação de aplicativos de transporte", disse a Lyft, acrescentando que suspendeu operações em Austin a partir desta segunda-feira.

A perda pode se espalhar para outras cidades dos EUA que estão interessadas na verificação dos antecedentes dos motoristas via impressão digital, afirmam analistas.

A votação em Austin marcou a primeira vez que uma grande cidade dos EUA colocou regulações municipais sob votação dos cidadãos.

(Por Jon Herskovitz)