Uber oferece representação sindical a motoristas de Nova York

terça-feira, 10 de maio de 2016 17:30 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - O Uber vai se juntar à Associação Internacional de Maquinistas para lançar um sindicato independente que represente motoristas de seu serviço de transporte em Nova York, afirmaram representantes da empresa nesta terça-feira.

Pelo acordo de cinco anos, o Sindicato dos Motoristas Independentes, um braço do Sindicato dos Maquinistas, vai ter como objetivo proteger os motoristas que trabalham para o Uber em Nova York, afirmou a entidade em comunicado. Atualmente, 35 mil motoristas são cadastrados pelo Uber em Nova York.

"A formação deste sindicato é crucial para milhares de motoristas que precisam de um voz mais forte e dá ao trabalho organizado uma oportunidade para redefinir a nova economia de maneira que suporte e valorize os trabalhadores e suas famílias", disse James Conigliaro Jr., fundador do Sindicato dos Motoristas Independentes.

Uber tem tentado melhorar um relacionamento com seus motoristas nos Estados Unidos. Alguns motoristas abriram processos reclamando que deveriam ser considerados como funcionários da empresa em vez de terceirizados.

O sindicato também terá capacidade para apelar ao Uber contra desativações de motoristas, que ocorrem quando a empresa nega acesso a seu aplicativo por aqueles considerados como tendo quebrado o código de conduta da companhia.

(Por Gina Cherelus)