Mozilla busca detalhes sobre vulnerabilidade de navegador usado por FBI em investigação

quinta-feira, 12 de maio de 2016 14:40 BRT
 

Por Nate Raymond e Dustin Volz

(Reuters) - A Mozilla pediu que um juiz federal mande o governo dos Estados Unidos divulgar a vulnerabilidade em seu navegador da Internet Firefox, que a companhia diz que o FBI usou para investigar usuários de um grande e secreto site de pornografia infantil.

A Mozilla arquivou documentos em uma corte federal em Tacoma, Washington, na véspera buscando informação sobre vulnerabilidade em um navegador usado para ver sites na rede anônima Tor, que é usada parcialmente com código do Firefox.

Em um post, a diretora legal e de negócios da Mozilla, Denelle Dixon-Thayer, disse que um juiz ordenou que a vulnerabilidade divulgada a advogados para um réu na investigação, Jay Michaud, mas não a qualquer uma das entidades que poderiam consertá-lo.

"Nós não acreditamos que isso faça sentido porque não permite que a vulnerabilidade seja corrigida antes de ser mais amplamente divulgada", escreveu.

Um porta-voz do Departamento da Justiça dos EUA disse que iria comentar mais tarde.