Alemanha diz que Rússia provavelmente está por trás de ciberataque a Parlamento

sexta-feira, 13 de maio de 2016 16:41 BRT
 

BERLIM (Reuters) - As agências de inteligência russas provavelmente foram responsáveis por um enorme ciberataque contra o Parlamento alemão no ano passado, o que forçou seus sistemas de computação a serem desligados por dias, disse a agência de inteligência da Alemanha nesta sexta-feira.

A agência, conhecida como Escritório Federal para Proteção da Constituição (BfV) disse que um grupo hacker conhecido como "Sofacy" está por trás do ataque.

"A BfV tem indicações de que isso está sendo conduzido pela Rússia e está monitorando isto há anos", disse a agência em comunicado.

Os comentários anormalmente fortes acontecem em um momento em que as relações entre Berlim e Moscou tocaram seu ponto mais baixo desde o fim da Guerra Fria, seguindo a anexação pela Rússia da Crimeia, que era parte da Ucrânia, e as intervenções russas na Síria.

"As campanhas que o BfV observou no passado geralmente eram focadas em obter informações, em outras palavras, espionagem", disse o presidente do BfV, Hans-Georg Maassen. "Mas ultimamente as agências de inteligência da Rússia também demonstraram uma disposição de conduzir sabotagens."

Nesta semana, a empresa de segurança de computadores Trend Micro afirmou que um grupo de hackers que ataca críticos do governo russo tem tentado desde abril a invadir os sistemas do partido da chanceler alemã, Angela Merkel.

O ataque ao Bundestag, divulgado pela primeira vez em maio do ano passado, causou danos consideráveis e forçou autoridades a desligarem sistemas de computadores por dias para recuperação da rede.

(Por Noah Barkin e Sabine Siebold)in