Microsoft diz que permanência da Grã-Bretanha na UE é importante para receber investimento

terça-feira, 17 de maio de 2016 13:29 BRT
 

LONDRES (Reuters) - A Microsoft disse nesta terça-feira que a Grã-Bretanha deve permanecer na União Europeia se quiser receber mais investimento, no mesmo dia em que a Confederação da Indústria Britânica pediu que as empresas discutam o tema com funcionários.

A gigante do software dos Estados Unidos emprega 5 mil pessoas na Grã-Bretanha e planeja oferecer acesso remoto para europeus a dados de centros baseados na Grã-Bretanha, mas novos investimentos poderiam estar em risco se a Grã-Bretanha decidir sair da UE no referendo do próximo mês.

"Nossa visão é que o Reino Unido que deve permanecer na UE", disse o presidente-executivo da Microsoft na região, Michel Van der Bel, no site da empresa. "O Reino Unido permanecer na UE apoia critérios importantes para investimento contínuo e futuro da Microsoft e outros."

As pesquisas de opinião nos últimos dias têm mostrado uma ampla gama de resultados, com algumas apontando vantagem moderada para os que pretendem votar pela saída em 23 de junho, e outras que mostram uma maioria para manutenção.

(Reportagem de David Milliken)