UPS e SAP se aliam para rede de impressão 3D sob demanda

quarta-feira, 18 de maio de 2016 10:35 BRT
 

(Reuters) - A maior empresa de entrega de encomendas do mundo, UPS, anunciou nesta quarta-feira que vai expandir serviços de impressão 3D fornecidos em suas lojas para criar uma rede sob demanda baseada na tecnologia neste ano.

A UPS e a SAP também anunciaram uma aliança em que a produtora alemã de software corporativo vai fornecer ferramentas de gestão de suprimentos para ajudar empresários a viabilizarem produtos no mercado mais rapidamente e a custos menores.

"Velocidade é crítico para nós e vemos valor tremendo" em expandir as capacidades da SAP pela UPS, disse John Dulchinos, vice-presidente da fabricante terceirizada Jabil Circuit.

Dulchinos afirmou que graças a avanços tecnológicos recentes a Jabil, uma cliente da SAP com 18 bilhões de dólares em receita em 2015, espera começar a produzir peças usando impressoras 3D no próximo ano.

A UPS já oferece serviços de impressão 3D usando como matéria-prima o ABSplus, um termoplástico industrial resistente, em mais de 60 lojas nos Estados Unidos.

Sob o novo sistema, clientes poderão enviar projetos 3D para a First Radius, uma companhia especializada em impressão 3D na qual a UPS detém participação minoritária. O projeto então será impresso em uma loja da UPS mais próxima para ser entregue ao cliente.

A UPS afirmou que a rede de impressão 3D vai ajudar clientes que precisam de peças rapidamente ou projetistas industriais que precisam de protótipos.

As indústrias automotiva e aeroespacial já começaram a explorar as possibilidades da impressão 3D. A BMW imprime algumas peças de carros usando um pó de liga metálica e a General Electric recentemente começou a testar um motor de jato produzido com peças metálicas impressas.

Enquanto isso, a produtora de alumínio Alcoa está investindo 60 milhões de dólares para ampliar um centro de pesquisa e desenvolvimento tornar a impressão 3D viável em escala industrial para os setores aeroespacial, automotivo e de construção.

"A UPS está assumindo uma liderança com este serviço e no longo prazo essa estratégia faz muito sentido", disse o analista Robert Parker, da empresa de pesquisa de mercado IDC.