Investigadores fazem buscas em escritórios do Google em Paris em caso tributário

terça-feira, 24 de maio de 2016 16:47 BRT
 

PARIS (Reuters) - Dezenas de investigadores franceses fizeram buscas nos escritórios do Google em Paris nesta terça-feira, ampliando uma investigação por suspeita de evasão fiscal.

O Google, que disse estar totalmente de acordo com a lei francesa, está sob pressão na Europa, com a opinião pública e os governos irritados com a maneira como a empresa explora sua presença no mundo para minimizar pagamento de impostos.

"A investigação visa a descobrir se o Google Ireland tem uma sede permanente na França e se, ao não declarar partes das atividades conduzidas na França, falhou com suas obrigações fiscais, incluindo impostos corporativos e de valor agregado", disse o escritório da promotoria, em comunicado.

O Google, agora parte da Alphabet, paga poucos impostos na maioria dos países europeus porque reporta quase todas as vendas na Irlanda. Isto é possível graças a um buraco nas leis de impostos internacionais, mas depende de a equipe em Dublin concluir todos os contratos de venda.

Se a equipe em países como a França finalizar os contratos com clientes locais, então a empresa seria obrigada a declarar as receitas nacionalmente e pagar impostos em cada país.

Al Verney, porta-voz do Google na Europa, disse em um e-mail: "Estamos cooperando com as autoridades em Paris para responder às suas perguntas. Estamos em conformidade com a legislação da França".

(Por Michel Rose, Chine Labbé, Mathieu Rosemain, Gwenaelle Brazic, Svebor Kranjc, Tom Bergin e Peter Henderson)