Aumento de assinantes impulsiona receitas do Spotify, mas perda operacional cresce

terça-feira, 24 de maio de 2016 18:09 BRT
 

Por Mia Shanley e Sven Nordenstam

ESTOCOLMO (Reuters) - As receitas do Spotify cresceram 80 por cento em 2015, com aumento de assinantes para o serviço de streaming de música, mas os gastos pesados ​​no desenvolvimento de produtos e expansão internacional resultaram em perda operacional maior.

A empresa sueca, líder do mercado global com mais de 30 milhões de usuários pagantes, tem enfrentado dura concorrência de rivais como Apple Music e Google, que oferecem o YouTube e o Google Play Music.

Documentos da companhia obtidos pela Reuters na terça-feira mostraram que as receitas do Spotify subiram para 1,9 bilhão de euros em 2015, quase o dobro do ritmo do ano anterior.

Assinaturas foram o grosso das receitas, enquanto a receita da publicidade quase dobrou, para 195 milhões de euros.

No entanto, a empresa teve uma perda operacional de 184,5 milhões de euros em 2015, ante 165,1 milhões em 2014.

O Spotify atribuiu a perda a investimentos substanciais no desenvolvimento de produtos, expansão e novos funcionários. Da equipe mundial de cerca de 2 mil, metade ficam em Estocolmo.