Índia diz que a Apple deve vender produtos locais para abrir lojas no país

quarta-feira, 25 de maio de 2016 19:53 BRT
 

NEW DÉLHI (Reuters) - A Índia disse que a Apple deve cumprir com a norma que obriga varejistas estrangeiros a vender pelo menos 30 por cento de produtos locais se deseja abrir lojas no país, disse uma autoridade sênior do governo indiano à Reuters.

A Apple está esperando expandir sua presença de varejo na Índia, um dos mercados de smartphones com o crescimento mais rápido do mundo, em um momento em que as vendas nos Estados Unidos e China desaceleraram.

Uma mudança na legislação no ano passado isentou as varejistas estrangeiras que vendem produtos de alta tecnologia da regra, que determina que 30 por cento do valor dos produtos vendidos nas lojas devem ser produzidos na Índia.

No entanto, os produtos da Apple não foram considerados nesta categoria, disse a autoridade, que tem conhecimento direto do assunto.

Ele não quis ser identificado, uma vez que a decisão do Ministério das Finanças não é pública. Um porta-voz do Ministério das Finanças não estava imediatamente disponível para comentar.

(Por Rajesh Kumar Singh)

 
Mulher caminha em frente de anúncio com iPhone 6 em loja de eletrônicos em Mumbai, Índia
24/07/2015 REUTERS/Shailesh Andrade/File Photo