Chineses criticam pressão da Microsoft para atualização para Windows 10

sexta-feira, 27 de maio de 2016 09:18 BRT
 

XANGAI (Reuters) - Usuários chineses de produtos da Microsoft estão criticando a companhia pela pressão que está exercendo para obrigá-los a atualizar seus sistemas para o Windows 10, afirmou a agência oficial de notícias da China, Xinhua.

Mensagens críticas à Microsoft no site de microblogs Weibo e relacionadas ao Windows 10 somavam mais de 1,2 milhão, afirmou a Xinhua.

"A companhia tem abusado de sua posição dominante de mercado", afirmou Zhao Zhanling, membro do grupo Internet Society China, à agência.

Ele afirmou que usuários ou organizações de defesa dos consumidores têm o direito de abrir processos contra a companhia já que a Microsoft não respeita o direito de escolha dos usuários e pode acabar lucrando com a atualização.

Representantes da Microsoft não responderam a pedidos de comentários.

No ano passado, a Microsoft afirmou que iria oferecer a atualização gratuita para o Windows 10 a todos os usuários do sistema operacional, independente se executam cópias legais ou não do programa.

Segundo a Xinhua, o aviso de atualização do Windows não oferece uma opção "recusar", apenas a alternativa para deixar a atualização para depois, que pode passar despercebida pelos usuários.

Yang Shuo, funcionário de uma companhia de relações públicas em Pequim, afirmou à Xinhua que a atualização repentina do sistema interrompeu a elaboração de um plano de negócios e acabou causando o cancelamento de uma reunião sobre um negócio avaliado em 3 milhões de iuans (cerca de 458 mil dólares).

"Só porque não vi o alerta para atualização isso não significa que eu tenha concordado com ela", afirmou Yang, segundo a Xinhua.