Bangladesh encontra possível insider em roubo cibernético

segunda-feira, 30 de maio de 2016 13:24 BRT
 

DAKA (Reuters) - Autoridades do Banco de Bangladesh podem estar envolvidas em um roubo de 81 milhões de dólares na conta com o Federal Reserve de Nova York ocorrido em fevereiro, disse o chefe de um painel nomeado para investigar o assalto cibernético nesta segunda-feira.

Hackers invadiram os sistemas de computadores do banco central de Bangladesh e deram instruções através da rede Swift para transferir 951 milhões de dólares de recursos detidos junto ao Fed de Nova York para contas nas Filipinas e no Sri Lanka.

A maioria das operações foi bloqueada, mas quatro delas foram concluídas, no valor total de 81 milhões, provocando acusações de funcionários de Bangladesh de que tanto o Fed quanto o Swift não conseguiram detectar a fraude.

"No começo pensamos que ninguém do Banco de Bangladesh estava envolvido, mas agora há uma pequena mudança", disse Mohammed Farashuddin, ex-chefe do banco central Bangladesh, após entregar seu relatório final ao ministro das Finanças.

Ele se recusou a dizer qual era a mudança.

Farashuddin não deu detalhes do relatório, mas disse que sua conclusão era diferente da anterior, que responsabilizava principalmente a Swift, a rede internacional de pagamentos bancários, por um dos maiores roubos cibernéticos do mundo.

(Reportagem de Krishna Das N. e Ruma Paul)