Índia avalia pedido da Apple para investir no país com regras mais flexíveis

segunda-feira, 30 de maio de 2016 15:52 BRT
 

NEW DÉLHI (Reuters) - O governo indiano disse nesta segunda-feira que está discutindo sobre um investimento pretendido pela Apple que busca um relaxamento do órgão de regulamentações local.

A ministra do Comércio e Indústria, Nirmala Sitharaman, disse que discutiria o assunto com o Ministério das Finanças.

O Conselho de Promoção de Investimentos Estrangeiros do Ministério das Finanças (FIPB, na sigla em inglês), que libera pedidos de investimento estrangeiro direto, pediu que a fabricante do iPhone tenha pelo menos 30 por cento dos componentes fabricados localmente se quiser abrir lojas no país.

Em 2015, a Índia isentou varejistas estrangeiras de tecnologia avançada da regra que fixa em 30 por cento o piso dos bens comercializados em lojas que devem ser produzidos na Índia.

Um painel estabelecido pelo Ministério de Sitharaman favoreceu o relaxamento da exigência de origem para a Apple. Mas uma autoridade com conhecimento direto da decisão do FIPB disse que a solicitação da empresa havia sido recusada, uma vez que não forneceu nenhum material registrado para apoiá-la.

(Por Rajesh Kumar Singh)