SoftBank planeja vender U$7,9 bi em ações do Alibaba para reduzir dívida

quarta-feira, 1 de junho de 2016 14:38 BRT
 

(Reuters) - O SoftBank Group disse que venderá pelo menos 7,9 bilhões de ações no Alibaba Group Holding - um movimento que reduzirá a dívida da empresa japonesa em meio a preocupações sobre prejuízos em sua unidade de telecomunicações norte-americana Sprint.

A transação marca a primeira venda de ações da gigante chinesa de varejo online por seu maior acionista desde que o SoftBank começou a investir na empresa em 2000 e reduzirá sua fatia para cerca de 28 por cento, ante 32,2 por cento. As duas empresas disseram que manteriam uma parceria estratégica.

Investidores têm se preocupado sobre as finanças na empresa japonesa de internet e telecomunicações desde sua aquisição, em 2013, de uma parcela majoritária na Sprint, quarta maior operadora de internet sem fio dos Estados Unidos, que tem queimado caixa em meio a uma competição feroz por assinantes.

A planejada venda de ações incluirá de 5 bilhões a 6 bilhões de dólares de ações, que serão vendidos em uma colocação privada para investidores de uma truste controlada pelo SoftBank. O Morgan Stanley e o Deutsche Bank administrarão esta porção da venda.

Ações equivalentes a 2 bilhões de dólares serão compradas pelo Alibaba com dinheiro disponível e 400 milhões de dólares serão comprados pelo Alibaba Partnership, um grupo de 34 pessoas formado por Ma e outros fundadores e executivos do Alibaba. Um adicional de 500 milhões de dólares em ações deve ser vendido a um fundo soberano não identificado.

O presidente-executivo do SoftBank, Masayoshi Son, permanecerá como diretor da Alibaba, enquanto o presidente-executivo do Alibaba, Jack Ma, permanecerá no conselho do SoftBank.

(Por Narottam Medhora e Makiko Yamazaki; reportagem adicional por Peter Henderson, Liana Baker e Umesh Desai)