Delatora da Oracle levanta questões sobre contabilidade de negócios de computação em nuvem

segunda-feira, 6 de junho de 2016 14:58 BRT
 

SAN FRANCISCO (Reuters) - Uma delação apresentada contra a Oracle sobre práticas contábeis ressalta as pressões que empresas de informática enfrentam ao contabilizar o crescimento no negócio conhecido como computação em nuvem.

O processo aberto na quarta-feira num tribunal de San Francisco pela ex-gerente de finanças sênior do Oracle Svetlana Blackburn também revive questões antigas sobre contabilidade adequada de software e serviços de informática comprados com base em assinatura, em vez de como pacote, disseram analistas.

Essas questões são cada vez mais urgentes, pois empresas como Oracle, IBM, Microsoft e SAP tentam levar seus negócios para uma fase em que clientes já não possuem e operam seus próprios sistemas de tecnologia da informação. Em vez disso, alugam serviços de computação e software de fornecedores de nuvem, usando grandes centros de dados.

Blackburn acusa a Oracle de forçá-la a ajustar a contabilidade para melhorar os resultados de serviços de nuvem da Oracle. Ela alega que seus chefes a instruíram a acrescentar milhões de dólares de negócios previstos "sem previsão concreta que apoiasse tais números.

"Estamos confiantes de que toda nossa contabilidade de nuvem é adequada e correta", disse uma porta-voz da Oracle na quinta-feira, acrescentando que Blackburn trabalhou na Oracle por menos de um ano e foi demitida por mau desempenho.

Blackburn não usa a palavra "fraude" em sua ação judicial, e analistas dizem que uma fraude total é improvável.

(Por Sarah McBride)