Presidente-executiva da GM diz que volante e freio devem ser mantidos em carros autônomos

terça-feira, 7 de junho de 2016 15:40 BRT
 

DETROIT (Reuters) - A presidente-executiva da General Motors, Mary Barra, disse nesta terça-feira que acredita que veículos autônomos devem manter o volante, pedal de freio e aceleradores, conforme a tecnologia se desenvolve.

"Nós achamos que ter essa capacidade quando o volante e os pedais ainda estão no veículo é uma maneira muito boa de demonstrar e provar a segurança", disse Barra a jornalistas antes da reunião anual da empresa, em Detroit.

O Google, da Alphabet, propôs acabar com o volante nos veículos autônomos porque, uma vez desenvolvidos, eles podem não ser necessários.

IHS Automotive divulgou na terça-feira um relatório que estima que em 2035 haverá 21 milhões de veículos autônomos no mundo.

Barra também louvou o lucro recorde da GM em 2015 e reiterou que a empresa vai estar na vanguarda da evolução da indústria automotiva em direção a veículos autônomos e ao compartilhamento. A GM disse que o lucro de 2016 será melhor do que o recorde do ano passado.

(Por Bernie Woodall)