Quase iguais em valor, Uber e Daimler trocam farpas gentis

quarta-feira, 8 de junho de 2016 20:16 BRT
 

BERLIM (Reuters) - O prometido confronto entre os presidentes executivos da montadora de carros de luxo alemães Daimler e a empresa de serviços de transportes urbanos Uber, a empresa particular mais valiosa do Vale do Silício se tornou um galanteio cauteloso quando os dois se encontraram publicamente nesta quarta-feira.

O presidente-executivo da Daimler, Dieter Zetsche, e o presidente-executivo do Uber, Travis Kalanick, foram entrevistados em conjunto no palco do Axel Springer Noah, conferência em Berlim para investidores de risco e empresas de tecnologia.

Ambos descartaram a perspectiva de uma comprar a outra e negaram a reportagem de uma revista alemã de março, que dizia que o Uber estava considerando encomendar até 100 mil carros da montadora. Eles buscaram terreno comum em muitos de seus comentários, enquanto desferiam alfinetadas bem-humoradas um ao outro, como competidores inevitáveis.

Ficando mais sério, o executivo da Daimler disse: "Nós somos competidores, é claro. Pode haver muitas áreas em que seremos competidores no futuro", mas acrescentou que eles são amigos.

O aumento do compartilhamento de veículos é amplamente visto como uma ameaça, no longo prazo, para a compra de veículos entre muitos motoristas em potencial, reduzindo a demanda por novos carros no longo prazo. A Daimler respondeu investindo em uma variedade de novos negócios de compartilhamento de veículos e carros conectados que potencialmente competem com o Uber.

Questionada se a Daimler consideraria assumir uma parcela no Uber, Zetsche disse que sua empresa só faz investimentos estratégicos que controla, enquanto Kalanick disse que não tinha interesse que a Daimler assumisse uma posição dominante no Uber.

(Por Eric Auchard)