Wikipedia alerta contra tentativa da França de estender lei de privacidade da UE

sexta-feira, 10 de junho de 2016 14:43 BRT
 

(Reuters) - O co-fundador da Wikipedia Jimmy Wales disse que uma tentativa da França de dar força global a uma determinação de privacidade online está abrindo uma série de dificuldades desastrosas e pode motivar censura mundial.

O Google apelou no mês passado contra uma ordem da autoridade de proteção a dados francesa para que removesse determinados resultados de buscas globalmente.

Uma determinação de 2014 do Tribunal de Justiça Europeu permitiu que pessoas pedissem a empresas como Google ou ao Bing, da Microsoft, que removessem informações inadequadas ou irrelevantes dos resultados de buscas trazidos por buscas por seus nomes.

A medida, conhecida como "direito de ser esquecido", colocou defensores da privacidade contra defensores da liberdade de expressão.

"Uma das coisas mais perturbadores é que os reguladores na França exigiram que o Google esconda as coisas globalmente, não apenas dentro das fronteiras francesas", disse Wales à Reuters no fim da quinta-feira, às margens da conferência Brilliant Minds em Estocolmo.

Segundo ele, a situação é desastrosa, "porque aí isso se torna uma corrida ridícula, na qual a internet é censurada pelas jurisdições mais restritas", disse.

"E ninguém acha que devemos censurar com base nos caprichos do governo chinês, por exemplo. Mas é por esse caminho que as pessoas vão se não forem cuidadosas".

O Google se adequou à exigência da França, mas excluiu os resultados apenas nos sites europeus, argumentando que ir além disso estabeleceria um precedente perigoso sobre o alcance territorial de leis nacionais.

Wales disse que a Wikipedia também está trabalhando para aderir à legislação.

(Por Mia Shanley)