Próxima fronteira para consultores financeiros: seu celular

quarta-feira, 15 de junho de 2016 17:48 BRT
 

Por Olivia Oran

(Reuters) - Há vários aplicativos rastrear seus hábitos, suas refeições, frequência cardíaca e açúcar no sangue e incentivá-lo a manter boa saúde. O mesmo modelo está chegando à gestão de recursos, com alertas em tempo real de empresas financeiras que tentam travar maus comportamentos como gastos excessivos.

Executivos num evento da Reuters em Nova York esta semana citaram alertas móveis como próximo passo para ajudar os clientes a melhorar suas finanças.

Por exemplo, a tecnologia GPS usado para enviar ofertas aos clientes quando estão perto de uma loja pode ser usada da forma contrária, disse o presidente da LPL Financial Mark Casady. Um consultor financeiro poderia, em vez de enviar notificações automáticas quando um cliente estiver na loja favorita por muito tempo, incentivar a pessoa a sair antes de se exceder, disse.

"Parece um pouco assustador", disse Casady, mas logo esse tipo de alerta será muito normal.

A tecnologia já mudou radicalmente a forma como a indústria de gestão de recursos conduz seus negócios.

Executivos do Morgan Stanley no evento descreveram uma ferramenta que permite a assessores analisar rápido centenas de contas para reduzir custos ou obter benefícios. Assessores robotizados da Betterment permitiram conselhos de investimento sejam entregues em formato puramente digital.

A Ally Financial lançou um aplicativo em abril chamado Alert Splurge, que pede aos usuários para identificar ofertas a que são mais suscetíveis. O aplicativo usa a tecnologia de geolocalização para identificar lojas específicas como "zonas de perigo" e alertam os usuários quando eles chegarem muito perto.

O Toronto-Dominion Bank lançou um aplicativo que liga contas bancárias e cartões de crédito dos clientes para analisar gastos. O aplicativo opera como um semáforo, que fica vermelho se os usuários estão acima da despesa mensal típica.