Toyota vai criar sistemas de direção baseados em inteligência artificial em 5 anos

segunda-feira, 20 de junho de 2016 12:09 BRT
 

Por Naomi Tajitsu

TÓQUIO (Reuters) - A Toyota definiu como meta desenvolver sistemas baseados em inteligência artificial para assistência a motoristas, de modo a melhorar a segurança de seus veículos, afirmou o diretor da divisão de pesquisa avançada da montadora japonesa.

Gill Pratt, presidente-executivo do recém-criado Toyota Research Institute (TRI), afirmou que o objetivo de melhoria da segurança dos carros permitirá que os veículos antecipem e evitem potenciais situações de acidente.

A Toyota tem afirmado que o instituto vai investir 1 bilhão de dólares nos próximos cinco anos, conforme se intensifica a competição para o desenvolvimento de veículos autônomos.

Mais cedo neste mês, a Honda anunciou a criação de um novo órgão de pesquisa que vai se concentrar em inteligência artificial, juntando-se a outras montadoras de veículos que estão aderindo à pesquisa de robótica, incluindo Ford e Volkswagen.

"Algumas das coisas sobre segurança de veículos, que é uma prioridade de curto prazo, tenho muita confiança de que teremos alguns avanços ao longo dos próximos cinco anos", afirmou Pratt a jornalistas.

O conceito de permitir veículos pensarem, agirem e assumirem o controle de motoristas para a execução de manobras evasivas forma uma plataforma essencial nos esforços da Toyota para produzir um carro que dirige automaticamente até a realização dos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020.

Apesar dos atuais sistemas de assistência de motoristas usarem sensores de imagem para evitarem obstáculos, incluindo pedestres e outros veículos, Pratt disse que o TRI está buscando soluções de inteligência artificial que permitam que "o carro tome ação evasiva além de sua própria faixa (de rolamento)".

"A inteligência do carro vai criar um plano de ação evasiva (...) Essencialmente, será como um anjo da guarda, acionando acelerador, volante, freio em paralelo com o motorista."

Pratt afirmou ainda que vê a possibilidade da Toyota um dia produzir robôs que ajudem idosos. "Esta é uma parte do que estamos explorando no TRI."

Ele não comentou informações da imprensa publicadas neste mês de que a Toyota está negociando com a controladora do Google, Alphabet, a aquisição das empresas de robótica e tecnologia Boston Dynamics e Schafts.