Twitter adota licença paternidade de 20 semanas para funcionários no Brasil

segunda-feira, 4 de julho de 2016 15:53 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O Twitter divulgou nesta segunda-feira que passa a adotar também no Brasil licença paternidade de 20 semanas para seus funcionários, em linha com prática que começou a ser adotada nos Estados Unidos em maio e vem sendo estendida aos escritórios da rede social no mundo.

"O benefício está em linha com a cultura de trabalho no Twitter, que valoriza a flexibilidade e o equilíbrio entre a vida pessoal e profissional", afirmou a diretora de Recursos Humanos do Twitter para a América Latina, Mariabrisa Olivares, em comunicado à imprensa.

"Isso facilita a priorização da família neste momento importante e a participação igualitária de pais e mães na vida dos filhos, colaborando também para a reintegração das mulheres no retorno ao trabalho e para sua carreira no futuro", acrescentou.

A iniciativa vale também para casos de adoção e faz parte de uma série de ações da empresa voltadas à qualidade de vida e à equidade de gênero.

(Por Paula Arend Laier)