Sonda da Nasa se prepara para tentar entrar na órbita de Júpiter; nave só terá uma chance

segunda-feira, 4 de julho de 2016 18:37 BRT
 

Por Irene Klotz

CABO CANAVERAL, Estados Unidos (Reuters) - Uma nave da Nasa se posicionava para uma tentativa, de uma única chance, de entrar na órbita de Júpiter nesta segunda-feira para o início de um dança de 20 meses ao redor do maior planeta do sistema solar com o objetivo de aprender como e onde ele se formou.

Os controladores de voo do Laboratório de Propulsão a Jato da Nasa, em Pasadena, na Califórnia, se preparavam para uma noite longa, enquanto a sonda Juno se aproximava de Júpiter a uma velocidade 200 vezes maior do que a do som no vácuo espacial.

"Estamos descendo rápido”, disse Scott Bolton, cientista responsável pelo projeto, à imprensa nesta segunda-feira.

Por volta do meio-dia desta segunda-feira, Juno havia passado por três das quatro principais luas de Júpiter e com a vulcânica Io à vista.

A confirmação se Juno, a única nave alimentada por energia solar já enviada para o sistema solar distante, conseguiu se colocar na órbita ao redor de Júpiter não ocorreria antes das 0:53 desta terça-feira (hora de Brasília).

Lançada da Flórida há quase cinco anos, Juno deve se posicionar com precisão, dar a partida no seu principal motor no momento exato e mantê-lo funcionando por 35 minutos para reduzir a velocidade o suficiente para que possa ser capturado pela gravidade de Júpiter.