UE propõe regras mais rígidas sobre Bitcoin e cartões pré-pagos na luta contra o terrorismo

terça-feira, 5 de julho de 2016 14:22 BRT
 

ESTRASBURGO (Reuters) - A Comissão Europeia propôs nesta terça-feira regras mais rigorosas sobre o uso de moedas virtuais e cartões pré-pagos, em uma tentativa de reduzir os pagamentos anônimos e coibir o financiamento do terrorismo.

As plataformas de câmbio de moedas virtuais terão de aumentar os controles sobre identidades de pessoas que trocam moedas virtuais, como Bitcoin, para as moedas reais e comunicar operações suspeitas.

Segundo as propostas da Comissão, o limite para a realização de pagamentos anônimos com cartões pré-pagos seria reduzido para 150 euros, ante 250 euros.

"Os Estados-membros serão capazes de obter e compartilhar informações vitais sobre quem realmente é dono de empresas ou veículos de investimentos (trusts), quem está operando moedas online, e quem está usando cartões pré-pagos", disse o primeiro vice-presidente da Comissão da UE da Frans Timmermans.

Na sequência de ataques em Paris em novembro passado por militantes Estado Islâmico, o executivo da União Europeia disse que vai intensificar as medidas para cortar o acesso dos terroristas a fundos.

Autoridades francesas provaram que os cartões pré-pagos foram usados ​​pelos atacantes de Paris.

(Reportagem de Foo Yun Chee)