UE vai liberar fusão de operadoras celulares da Itália, dizem fontes

sexta-feira, 8 de julho de 2016 15:48 BRT
 

BRUXELAS (Reuters) - Os grupos CK Hutchison Holdings e Vimpelcom vão receber aprovação da União Europeia para o acordo de fusão de suas operadoras de telefonia celular na Itália depois de aceitarem concessões para ajudar um novo competidor a entrar no mercado italiano, disseram duas fontes com conhecimento do assunto.

A aprovação do negócio de 21,8 bilhões de euros para fundir a 3 Italia, da Hutchison, com a Wind Telecommunicazioni, da Vimpelcom, é notícia positiva para a indústria depois que a Comissão Europeia proibiu um acordo similar da Hutchison no Reino Unido para unir sua operadora Three UK com na O2 UK, da Telefónica.

Autoridades europeias temem que tais acordos reduzam o número de operadoras em um país para apenas três, o que seria insuficiente para que a competição contenha escalada de preços dos serviços.

A combinação da 3 Italia com a Wind vai deixar a Telecom Italia e a Vodafone Italia como as únicas outras operadoras de telefonia celular na Itália. Para minizar preocupações sobre isso, Hutchison e Vimpelcom oferecerem vender algumas frequências e ativos de infraestrutura para a operadora francesa Iliad, o que ajudará a empresa a ganhar terreno na Itália.

Fundada pelo empresário francês Xavier Niel, a Iliad causou uma guerra de preços quando entrou no mercado francês de telefonia móvel quatro anos atrás.

Representantes da Comissão Europeia, que deve julgar o negócio em 8 de setembro, e da Iliad não comentaram o assunto. A Hutchison afirmou que está confiante em obter aprovação da UE.

(Por Foo Yun Chee)