Pokémon GO é responsabilizado por crimes, mas também ajuda a polícia dos EUA

quarta-feira, 13 de julho de 2016 19:29 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - A febre do Pokémon GO tem sido responsabilizado por vários roubos de celulares de jogadores distraídos, mas os personagens do jogo também ajudaram a polícia dos Estados Unidos a melhorar as relações estremecidas com a comunidade e até mesmo a prender suspeitos procurados.

O aplicativo, criado pelo desenvolvedor de jogos móveis Niantic para Nintendo Co Ltd, está mudando o mundo dos jogos, ao fazer com que os jogadores deixem o sofá e saiam de casa para jogar. Ao olhar para as telas dos telefones, os jogadores procuram os Pokémons virtuais que surgem em escritórios, restaurantes, museus e outros lugares. Os jogadores marcam pontos de várias maneiras, incluindo a captura dos personagens com um toque de um dedo na tela do telefone.

O jogo foi o aplicativo grátis mais baixado na loja de aplicativos da Apple, e as ações da Nintendo subiram quase 25 por cento na segunda-feira.

Menos de uma semana após ser lançado nos EUA, onde atraiu mais de 7 milhões de jogadores na caça por Pokémons virtuais, o jogo também está sendo motivo de revolta.

Locais venerados, como o cemitério nacional de Arlington, nos arredores de Washington, pediram para que os jogadores manterem distância, enquanto o Museu do Holocausto nos EUA pediu para ser removido do jogo, disse um porta-voz do museu.

Ao redor dos Estados Unidos, jogadores tem sido atraídos para becos escuros e para bairros perigosos em busca das criaturas imaginárias e acabam sendo alvo de criminosos.

Em College Park, Maryland, estudantes universitários que estavam com seus smartphones em mãos para jogar Pokémon GO foram roubados na noite de terça-feira por um suspeito armado, disse a polícia. Em Antelope, na Califórnia, dois homens que jogavam em um parque tarde no domingo relataram terem sido roubados.

Ao mesmo tempo, os personagens do Pokémon têm ajudado a polícia, tanto ajudando a capturar fugitivos quanto a melhorar a imagem pública dos agentes em um momento de relações estremecidas entre os oficiais da lei e as comunidades ao redor dos Estados Unidos.

O Departamento de Polícia de Nova York tuitou a foto de um policial andando em sua viatura com o seu "novo parceiro" sentado ao lado dele, o popular Pokémon conhecido como Pikachu.   Continuação...