Reguladores dos EUA abrem caminho para redes rápidas de 5G

quinta-feira, 14 de julho de 2016 20:38 BRT
 

Por David Shepardson

WASHINGTON (Reuters) - Reguladores norte-americanos abriram caminho nesta quinta-feira para uma ultrarrápida próxima geração de serviços sem fio em um movimento que fez dos EUA o primeiro país a reservar uma grande quantidade de ondas de rádio para o chamado wireless 5G.

Num ato que pode ter efeito de longo prazo para consumidores e empresas, a Federal Communications Commission aprovou por unanimidade abrir quase 11 gigahertz do espectro de alta frequência para banda larga sem fio móvel, flexível e uso fixo.

Empresas como a Verizon e AT&T já estavam se aproximando da adoção do 5G, quinta geração de tecnologia sem fio. Redes de nova 5G podem fornecer velocidades de pelo menos 10 vezes e talvez 100 vezes mais rápido do que as redes 4G, disse a FCC.

Coreia do Sul e Japão pretendem implantar o 5G quando sediarem os Jogos Olímpicos. A Comissão Europeia, Coreia do Sul, China e Japão estão trabalhando em esforços de pesquisa 5G.

Verizon e AT&T disseram que vão começar a implantar ensaios 5G em 2017, e as primeiras implementações comerciais em grande escala são esperados em 2020. T-Mobile, unidade da Deutsche Telecom e Sprint também fazendo testes.

A tecnologia 5G pode ter um grande impacto além de coisas como acelerar downloads de filmes, podendo melhorar o tráfego rodoviário através da monitorização de sensores em postes e até ajudar a detectar poluição do ar em sensores nas árvores.