Reguladores antitruste da UE abrem terceira investigação contra Google

quinta-feira, 14 de julho de 2016 20:40 BRT
 

Por Foo Yun Chee

BRUXELAS (Reuters) - Reguladores da UE abriram a terceira acusação antitruste contra o Google, acusando-o de bloquear rivais na pesquisa online de publicidade, medida que aumenta a pressão sobre a empresa para modificar suas práticas ou enfrentar pesadas multas.

A Comissão Europeia nesta quinta-feira reforçou também uma exigência contra o mais popular site de busca da Internet do mundo, apontando que seus resultados de busca favorecem o próprio serviço de compras do Google sobre os dos rivais.

"O Google surgiu com muitos produtos inovadores que fizeram a diferença em nossas vidas. Mas isso não dá ao Google o direito de negar outras empresas a oportunidade de competir e inovar", disse a Comissária Europeia da Concorrência Margrethe Vestager, a jornalistas em Bruxelas.

O Google é acusado em um processo de ter abusado da sua quota de mercado de 80 por cento na colocação de publicidade vinculada a buscas em sites de terceiros.

A segunda acusação rejeitou a alegação da empresa de que o regulador da UE não levou em conta a concorrência de varejistas online Amazon e eBay.