21 de Julho de 2016 / às 15:07 / um ano atrás

Novo plano de Elon Musk para Tesla é grande em ambição, mas curto em detalhes

(Reuters) - Um caminhão, um ônibus urbano, uma SUV pequena, uma picape... o novo plano de Elon Musk para a Tesla lista onde o bilionário quer levar a montadora de veículos elétricos, mas dá poucos detalhes sobre como ele planeja chegar lá.

Musk revelou sua visão para uma empresa integrada livre de emissões de carbono e que oferta produtos e serviços além de carros elétricos e baterias.

O que ele não fez, porém, foi explicar como ele planeja financiar e executar o plano. A Tesla já está queimando caixa e tem uma histórico de não cumprir promessas de produção.

“Está além de nós quanto a Tesla vai precisar levantar em recursos para executar este plano”, disse o analista Brian Johnson, da Barclays Capital, em nota a clientes.

As ações da empresa caíam 1,6 por cento nesta quinta-feira.

“O plano é parecido com o anterior, ou muito parecido com o que a Tesla faz, é longo em visões entusiasmadas sobre o futuro e curto em detalhes financeiros”, acrescentou.

Em mensagem publicada com o título “Master Plan, Parte Dois”, Musk afirmou: “Começar uma companhia de veículos é idiota e uma companhia de carros elétricos é idiota ao quadrado.” Ele prossegue dizendo que a “civilização vai entrar em colapso” na ausência de uma economia sustentável no consumo de energia.

“Em um nível elevado o documento (texto de Musk) teve como objetivo explicar como as ações da Tesla se encaixam no quadro maior de acelerar a energia sustentável”, disse o analista Rod Lache, do Deustche Bank. “Mas o documento é relativamente curto em detalhes e não contém objetivos econômicos ou financeiros.”

Tais detalhes serão fundamentais quando a Tesla buscar levantar dinheiro junto a investidores para financiar seus planos ambiciosos.

A Tesla levantou 1,7 bilhão de dólares em maio com a venda de novas ações para financiar seus projetos, particularmente o desenvolvimento e lançamento da produção do veículo Model 3.

A companhia divulgou neste mês que não cumpriu a meta de entrega de veículos pelo segunto trimestre consecutivo, o que deixa a empresa sob risco de ficar abaixo da meta anual.

A Tesla afirmou que quer produzir 500 mil carros por ano até 2018 ante 80 mil a 90 mil este ano.

O analista Colin Langan, do UBS, afirmou que ficou surpreso com o anúncio possível de caminhão e ônibus.

“Questionamos se a empresa poderá lidar com o aumento de complexidade de ter várias plataformas quando atualmente está tendo problemas com apenas dois modelos”, escreveu o analista.

Por Tenzin Pema e Anya George Tharakan, em Bangalore, Índia

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below