Escândalo do Panama Papers terá filme de Hollywood

terça-feira, 26 de julho de 2016 13:47 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - O escândalo financeiro do Panama Papers está indo para Hollywood.

O serviço de streaming de filmes Netflix informou nesta terça-feira ter adquirido os direitos de um livro escrito por dois jornalistas investigativos alemães, e que transformará a história em um filme a ser produzido por John Wells.

Este é o segundo filme proposto sobre o escândalo que colocou paraísos fiscais e transparência nos holofotes, após os detalhes de informações tributárias de centenas de milhares de clientes terem sido vazados do escritório panamenho de advocacia Mossack Fonseca em abril por um delator anônimo.

O diretor norte-americano Steven Soderbergh também está produzindo um filme sobre o escândalo baseado em outro livro que ainda será publicado, “Secrecy World”, do repórter norte-americano Jake Bernstein, de acordo a imprensa especializada de Hollywood.

O filme do Netflix será baseado nos relatos dos jornalistas alemães Frederik Obermaier e Bastian Obermayer, os primeiros a publicar a história. O Netflix disse ter adquirido direitos exclusivos do livro “Panama Papers: a história de como os ricos e poderosos do mundo escondem seu dinheiro”, publicado em junho.

Ted Sarandos, diretor de conteúdo do Netflix, disse em comunicado estar confiante de que o filme “entregará uma história cativante.” O Consórcio Internacional de Jornalistas, cujos membros também trabalharam para levar o conteúdo do Panama Papers para o público, vai colaborar com o filme.

Wells é produtor e diretor de filmes e séries de TV, como “The West Wing”. O diretor do filme, assim como data de lançamento e elenco, ainda não foram revelados.

O projeto do Netflix é o mais recente esforço do gigante do mercado de vídeo online para ter produções originais, após o sucesso de shows como “House of Cards” e "Orange is the New Black."

(Por Jill Serjeant)