Após atropelamento em Curitiba, Detran de SP pede cautela a usuários de Pokémon Go

quinta-feira, 4 de agosto de 2016 19:47 BRT
 

Por Natalia Scalzaretto

SÃO PAULO (Reuters) - O Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo emitiu nesta quinta-feira um alerta para o risco de acidentes envolvendo o jogo para celulares Pokémon Go, febre mundial que chegou ao Brasil na quarta-feira.

O aplicativo desenvolvido por Niantic, The Pokémon Company e Nintendo utiliza a localização do usuário através do GPS para que os jogadores possam identificar os locais onde estão os pokemóns, o que exige que as pessoas se desloquem para jogar.

Em nota, o órgão de trânsito de São Paulo pede que os motoristas mantenham a cautela para evitar atropelamentos e para não utilizarem o aplicativo enquanto dirigem. O departamento também faz o alerta para pedestres não usarem o jogo ao cruzarem ruas.

"Colisões e choques são os tipos de acidentes mais frequentes no trânsito, muitos deles graves ou até mesmo fatais. E a distração é um dos principais motivos para essas batidas. Por isso, se quiser sair à caça de pokémons no trânsito, procure alternativas", disse o Detran SP.

De acordo com o órgão, um jovem foi atropelado nesta quinta-feira em Curitiba enquanto procurava pokémons pela cidade. O alerta do Detran SP veio depois do acidente no Paraná.

Procurado pela Reuters, um representante do Detran SP afirmou que ainda não foram registrados casos de acidentes envolvendo o uso do Pokémon Go em São Paulo. Em 2015, segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), ocorreram 4.904 atropelamentos na capital paulista.

"Cuide primeiro da sua segurança ou corra o risco de não zerar o jogo e ainda por cima conquistar o prêmio Darwin (das mortes mais bizarras do mundo)", afirmou o Detran SP no alerta, acrescentando que no Estado de São Paulo, um em cada quatro mortos por acidente de trânsito são pedestres.

(Por Natália Scalzaretto)

 
Poster com imagem do Pokémon Go é visto em loja de Tóquio, Japão
27/07/2016  REUTERS/Kim Kyung-Hoon