Controverso censo da Austrália entra em caos após possível ciberataque

quarta-feira, 10 de agosto de 2016 15:48 BRT
 

SYDNEY (Reuters) - O primeiro censo nacional online da Austrália estava um caos nesta quarta-feira, após o site da pesquisa entrar em colapso durante a noite devido a um possível ataque, aumentando as preocupações sobre a cibersegurança do país e críticas em relação ao lento serviço de Internet.

"Foi um ataque e nós acreditamos que tenha vindo do exterior", disse o diretor de estatísticas da Austrália, David Kalisch, à rádio Australian Broadcasting Corp.

Kalisch disse que nenhum dado dos 2,3 milhões de formulários já enviados aos Centro de Estatísticas Australiano (ABS, na sigla em inglês) foi roubados. "Nós os temos aqui na ABS. Ninguém mais os tem", disse ele.

O ministro responsável pela pesquisa, Michael McCormack, se recusou a chamar o incidente de ataque, usando em vez disso a expressão "tentativa de negação de serviço", quando o site está deliberadamente sobrecarregado e incapaz de atender as requisições de informações feitas pelos usuários.

Ele disse que o site estava equipado para lidar com tráfego pesado, mas houve um pico tão acentuado nas visitas que um roteador ficou sobrecarregado e o site foi tirado do ar como precaução.

"Isto não foi um ataque, nem um ataque hacker, mas uma tentativa de frustar a obtenção de dados para o censo do Centro de Estatísticas", disse McCormack.

Conforme as autoridades australianas tentavam dar uma explicação sobre por que o censo no país não foi completado pela primeira vez em 105 anos, alguns políticos e defensores de direitos à privacidade expressaram preocupações sobre a segurança do sistema.

Alguns senadores independentes boicotaram o censo porque pela primeira vez foi obrigatório para os australianos se identificarem na pesquisa.