Bitfinex planeja medidas controversas após roubo de bitcoins

segunda-feira, 15 de agosto de 2016 15:46 BRT
 

HONG KONG (Reuters) - A casa de câmbio de criptomoedas Bitfinex planeja impor perdas a todos os seus clientes de câmbio devido ao roubo de 72 milhões de dólares em bitcoins feito por hackers, que teriam se apoiado em dois suportes defeituosos, de acordo com advogados.

A bolsa sediada em Hong Kong disse em 2 de agosto que hackers roubaram 119.756 bitcoins das contas de alguns clientes, o segundo maior ataque hacker do tipo em termos de dólares, e depois disse que dividiria as perdas por todos os clientes, mesmo os que não foram hackeados ou não detenham bitcoins.

A empresa disse que os clientes seriam penalizados em 36 por cento de suas posses e receberiam "BFX tokens", que poderiam ser resgatados pela bolsa ou convertidos em ações de sua controladora, a iFinex. Ambos os elementos do plano são abertos a mudanças legais, disseram advogados.

Impor perdas a clientes que não foram hackeados parece estar contra os termos de serviço da companhia, disse Ryan Straus, um advogado da Fenwick & West, que aconselha empresas de tecnologia em relação a regulamentação e coautor do capítulo norte-americano de um livro sobre a lei das bitcoins.

Os termos dizem que as "bitcoins, em suas carteiras de múltiplas assinaturas, pertencem a você", o que Straus diz que implica um relacionamento bancário especial com os clientes, que a Bitfinex planeja infringir.

O órgão regulador do mercado de capitais dos Estados Unidos não retornou um pedido para comentários. A Bitfinex não respondeu a pedidos para comentar o assunto.

(Por Clare Baldwin; reportagem adicional por Hera Poon e Tris Pan)