China entra para lista de 25 países mais inovadores do mundo, diz estudo da ONU

segunda-feira, 15 de agosto de 2016 16:29 BRT
 

GENEBRA (Reuters) - A China entrou para a lista das 25 economias mais inovadoras do mundo pela primeira vez, graças a investimentos em educação, pesquisa e desenvolvimento, que se traduziram em novas patentes e licenças, disse um estudo nesta segunda-feira.

A segunda maior economia do mundo está tirando o atraso em relação a tradicionais potências da inovação, que foram lideradas este ano por Suíça, Suécia, Reino Unido e Estados Unidos, mostrou o relatório anual da Organização Mundial da Propriedade Intelectual, órgão da ONU, a Insead Business School e Universidade de Cornell.

Mais de 100 países estão classificados de acordo com 82 indicadores de inovação, crítico para guiar o crescimento em um mundo globalizado e competitivo, disse o "The Global Innovation Index 2016". A mudança da que o um país de rendimento médio se juntou aos 25 melhores.

"É claro que isto (a performance da China), está de acordo com todos os desenvolvimentos que vimos na China nos últimos anos, incluindo a atual enorme ênfase em inovação como um importante componente da transição da economia chinesa do 'feito na China' para 'criado na China", disse o diretor-geral da Ompi, Francis Gurry, em coletiva de imprensa.

Os indicadores de inovação da China mostram "uma melhora consistente e estável", disse Gurry, acrescentando que: "não há motivo para acreditar que isso não irá continuar".

(Por Stephanie Nebehay)