Senadores dos EUA questionam empresas aéreas sobre sistemas de TI após falha da Delta

terça-feira, 16 de agosto de 2016 18:35 BRT
 

WASHINGTON (Reuters) - Dois senadores norte-americanos enviaram cartas a 13 importantes companhias aéreas expressando preocupações de que seus sistemas de tecnologia da informação sejam vulneráveis a interrupções que podem impedir a decolagem de milhares de passageiros, de forma similar aos recentes cancelamentos de voos.

Os senadores Richard Blumenthal e Edward Markey enviaram cartas após a Southwest Airlines e a Delta Air Lines passarem por problemas tecnológicos que resultaram em milhares de cancelamentos de voos nos EUA. Eles querem detalhes sobre "garantias específicas e precauções" para evitar que os sistemas de TI das empresas aéreas falhem.

A Delta foi forçada a impedir a decolagem de cerca de 2 mil voos na semana passada, após um pequeno incêndio causar uma "imensa falha" no centro de tecnologia da empresa.

A Reuters noticiou na semana passada que é provável que haja mais interrupções porque as grandes companhias aéreas ainda não investiram os suficiente para reformar os sistemas de reservas, baseados numa tecnologia dos anos 1960.

"Estamos preocupados com as recentes reportagem indicarem que os sistemas de TI das empresas aéreas estão suscetíveis a falhas devido à maneira como foram projetadas e mantidas", escreveram os senadores democratas.

Delta, American e Southwest disseram que receberam a carta. A United submeteu as questões a uma entidade do setor. A Southwest disse que fez "esforços significativos e investimentos financeiros para garantir que a tecnologia que suporta nossos negócios e operações tenha capacidade de recuperação".

(Por David Shepardson)