Twitter cancelou 360 mil perfis por promoção de terrorismo

quinta-feira, 18 de agosto de 2016 16:11 BRT
 

(Reuters) - O Twitter anunciou nesta quinta-feira que encerrou 360 mil perfis por ameaças ou promoção de atos terroristas desde meados de 2015, após a empresa ser criticada por Washington e outros grupos por não fazer o suficiente para cancelar contas ligadas a militantes do Estado Islâmico.

Desde fevereiro, o site suspendeu mais 235 mil contas, após interromper 125 mil perfis desde meados de 2015, a maioria dos quais relacionados ao Estado Islâmico.

O Twitter disse que as suspensões diárias de contas ligadas a terrorismo saltaram 80 por cento desde o ano passado e que reduziu seu tempo de resposta.

Apesar de afirmar que os sistemas da empresa não podem identificar propaganda extremista, o Twitter afirmou que utiliza ferramentas de combate a spam para ajudar a identificar repetições de mensagens em desacordo com seus termos, incluindo de usuários que criam novas contas quando as que usam são suspensas.

"O nosso trabalho não acabou", afirmou o Twitter na mensagem, acrescentando: "Nossos esforços continuam a levar a resultados significativos, incluindo uma mudança expressiva neste tipo de atividade fora do Twitter."