Orange nega acordo com a Vivendi envolvendo Telecom Italia

quarta-feira, 24 de agosto de 2016 19:15 BRT
 

PARIS (Reuters) - A operadora francesa de telecomunicações negou nesta quarta-feira que tenha feito acordo com a Vivendi para obter ações no canal de TV paga Canal Plus e da Telecom Italia, após uma reportagem da revista francesa Challenges.

Os rumores de um potencial acordo entre a Vivendi, que tem 24,7 por cento da Telecom Italia, e a Orange, têm vindo à tona regularmente nos últimos meses, com os tradicionais grupos de mídia buscando novas maneiras de competir contra novos players como Netflix e a Amazon.

"A Orange obviamente discute com todos os players de conteúdo em um setor que está constantemente evoluindo, mas o grupo nega formalmente ter chegado a qualquer acordo secreto com a Vivendi, incluindo o Canal Plus e a Telecom Italia", disse um porta-voz da Orange por telefone.

A Vivendi se comprometeu a assegurar parcerias com grupos de telecomunicações para aumentar a distribuição de seu conteúdo enquanto o ex-monopólio da Orange, que foca no fornecimento de internet de alta velocidade e serviços de telecomunicações, enfrenta a recente competição da SFR, que oferece aos clientes seu próprio conteúdo de mídia para televisão, incluindo o campeonato de futebol inglês Premier League.

A Challenges noticiou, sem citar fontes, que a Orange fez um acordo secreto com a Vivendi pelo o qual a operadora compraria até 20 por cento do canal por assinatura Canal Plus, da Vivendi. Separadamente, a Orange também compraria ações da Telecom Italia, que atualmente pertencem à Vivendi, disse a Challenges.

Um porta-voz da Vivendi não quis comentar a reportagem da Challenges.

(Por Mathieu Rosemain)