Zuckerberg diz que Facebook não se tornará empresa de mídia

segunda-feira, 29 de agosto de 2016 15:34 BRT
 

ROMA (Reuters) - O Facebook não se tornará uma empresa de mídia, disse seu fundador e presidente-executivo, Mark Zuckerberg, nesta segunda-feira, afirmando a estudantes que a empresa continuará sendo uma plataforma de tecnologia.

Um número cada vez maior de usuários está se voltando às redes sociais, como Facebook e Twitter, para encontrar notícias, mas Zuckerberg disse que sua empresa não tem ambições de se tornar uma provedora de conteúdo.

"Não, nós somos uma empresa de tecnologia, não uma empresa de mídia", disse Zuckerberg, após um jovem italiano perguntar a ele se o Facebook pretendia se tornar uma editora de notícias.

Embora tenha consciência do papel que o Facebook tem em fornecer notícias aos usuários através de suas conexões e ressaltando as vantagens de obter informações de diferentes partes do mundo, Zuckerberg disse que o Facebook era uma "empresa de tecnologia, nós produzimos ferramentas, não criamos qualquer conteúdo".

"Este mundo precisa de empresas de mídia, mas também de plataformas de tecnologia, como a que fazemos. Nós levamos nosso papel nisso muito a sério", disse ele, falando na Universidade Luiss, em Roma.

Mais cedo nesta segunda-feira, Zuckerberg e sua esposa, Priscilla Chan, tiveram um encontro privado com o papa Francisco. Foi a mais recente de uma série de reuniões que o pontífice teve com líderes do Vale do Silício, incluindo o presidente-executivo da Apple, Tim Cook, e o presidente da Alphabet, controladora do Google, Eric Schmidt.

Zuckerberg disse que deu ao papa um modelo de Aquila, o drone movido a energia solar do Faceboook que tem meta de ampliar o acesso à Internet em lugares com pouca infraestrutura.

"Discutimos a importante de conectar as pessoas, especialmente em partes do mundo sem acesso à Internet", disse Zuckerberg.

(Por Giulia Segreti)