UE entregará conta de 1 bi de euros em impostos à Apple na Irlanda

segunda-feira, 29 de agosto de 2016 20:11 BRT
 

DUBLIN (Reuters) - A Comissão Europeia decidirá contra os acordos fiscais da Apple com a Irlanda na terça-feira, disseram à Reuters duas fontes a par da decisão, uma das quais disse que Dublin também receberia a ordem de recuperar 1 bilhão de euros em impostos.

A Comissão não quis comentar nesta segunda-feira.

A Comissão Europeia acusou a Irlanda em 2014 de se esquivar de regras ficais globais ao permitir que a Apple abrigasse lucros avaliados em dezenas de bilhões de dólares dos cobradores de impostos em troca da manutenção de empregos. A Apple e a Irlanda rejeitaram a acusação. Ambas disseram que apelarão de qualquer decisão adversa.

A fonte disse que a Comissão irá recomendar um valor que espera coletar em impostos recuperados, mas ficará a cargo das autoridades irlandesas calcular exatamente o que é devido.

Uma conta acima de 1 bilhão de euros seria muito mais do que os 30 milhões de euros cada que a Comissão Europeia ordenou anteriormente que as autoridades holandesas recuperassem da rede de cafeterias Starbucks e Luxemburgo da Fiat Chrysler devido a acordos de impostos. Ambas as empresas apelaram das decisões.

A Comissão disse que as decisões foram uma engenharia reversa para garantir que a Apple tivesse uma conta de impostos mínima e que as atas de reuniões entre representantes da Apple e autoridades fiscais irlandesas mostraram que os tratamentos fiscais da empresa foram motivados por considerações sobre empregos.

(Por Padraic Halpin; reportagem adicional por Robin Emmott)