Swift revela novos ciberassaltos, pressionando bancos para mais segurança

quarta-feira, 31 de agosto de 2016 15:08 BRT
 

(Reuters) - O Swift, sistema global de mensagens financeiras, revelou na véspera novos ataques hackers a seus membros, enquanto é pressionado a cumprir procedimentos de segurança após o roubo de 81 milhões de dólares em fevereiro do Banco de Bangladesh.

Em carta a clientes, o Swift disse que novas tentativas de ciberassaltos - algumas delas bem sucedidas - aconteceram desde junho, quando atualizou os clientes sobre uma série de ataques descobertos após o ataque ao Banco Central de Bangladesh.

"O ambiente dos clientes foi comprometido e foram feitas tentativas subsequentes de enviar instruções de pagamento fraudulentas", segundo carta vista pela Reuters. "A ameaça é persistente, adaptável e sofisticada - e está aqui para ficar".

A revelação sugere que os ladrões online podem ter aumentado seus esforços após o assalto ao Banco de Bangladesh, e que eles visaram especificamente os bancos com procedimentos de segurança mais frouxos para a permissão de transferências pelo Swift.

A empresa, uma cooperativa, indicou que algumas vítimas dos novos ataques perderam dinheiro, mas não disse o quanto foi roubado ou quantas tentativas foram bem sucedidas. A empresa não nomeou vítimas específicas, mas disse que os bancos variam em tamanho e geografia e usam métodos distintos de acesso ao Swift.

Uma porta-voz da Swift não quis elaborar sobre os recentes incidentes descobertos sobre os problemas de segurança, dizendo que a empresa não discute assuntos ou clientes específicos.

(Por Jim Finkle; reportagem adicional por Jonathan Spicer)