Google suspende plano para celular com partes intercambiáveis, dizem fontes

sexta-feira, 2 de setembro de 2016 15:39 BRT
 

SAN FRANCISCO (Reuters) - O Google suspendeu o projeto Ara, um esforço ambicioso para criar o que é conhecido como celular inteligente modular com partes intercambiáveis, disseram duas fontes a par do assunto.

A decisão ocorreu após a empresa ter anunciado uma série de parceiros para o projeto em maio e que poderia ter uma versão do aparelho voltada a desenvolvedores ainda este ano.

O objetivo do Google era criar um celular em que os usuários poderiam personalizar seus componentes, como incluir bateria extra, câmera, alto falantes ou outras peças.

Uma porta-voz da companhia não comentou o assunto.

Apesar do Google não mais lançar o aparelho sozinho, a empresa pode trabalhar com sócios para levar a tecnologia Ara ao mercado, incluindo com acordo de licenciamento, disse uma fonte.

Cortar o projeto é um dos primeiros passos da campanha para unificar esforços do Google em hardware, incluindo computadores portáteis Chromebooks aos celulares Nexus. O ex-presidente da Motorola Rick Osterloh voltou ao Google este ano para coordenar a estratégia. O Google vendeu a Motorola para a Lenovo em 2014.

Os celulares modulares têm gerado grande entusiasmo na comunidade de tecnologia por conta do potencial para prolongar a vida útil de um aparelho e reduzir o lixo eletrônico. Mas os aparelhos são difíceis de se levar ao mercado porque as partes intercambiáveis deixam os dispositivos maiores e custosos para serem produzidos, disse o analista Bob O'Donnell, da TECHnalysis Research. Ele afirmou que não ficou surpreso com a decisão do Google de suspender o projeto.

"Isso foi um projeto de ciência que fracassou e agora eles estão seguindo em frente", disse o analista.

(Por Julia Love)