Governo de Cuba está filtrando mensagens de texto de celulares, dizem dissidentes

segunda-feira, 5 de setembro de 2016 19:14 BRT
 

Por Marc Frank

HAVANA (Reuters) - O governo comunista de Cuba está filtrando mensagens de texto de celulares por palavras-chaves como “democracia” e “direitos humanos” e então bloqueando as mensagens, disseram dissidentes nesta segunda-feira.

Uma reportagem investigativa da blogueira Yoani Sánchez e do jornalista Reinaldo Escobar concluiu que mensagens de texto não chegavam ao seu destino se apresentassem as palavras em espanhol para democracia, direitos humanos ou greve de fome, entre outras, além dos nomes de alguns dissidentes.

Eliécer Ávila, líder do grupo jovem de oposição Somos Más, que participou da investigação, declarou que 30 palavras que acionam o bloqueio foram identificadas, mas que poderia haver mais.

"Sempre pensamos que os textos estavam desaparecendo porque o provedor é incompetente. Então decidimos checar usando palavras que incomodam o governo”, afirmou ele.

"Nós descobrimos que não apenas a gente mas todo o país está sendo censurado”, afirmou ele. “Isso apenas mostra o quão inseguro e paranoico esse governo é.”

Não estava claro por quanto tempo o filtro estava operando.

A estatal de telecomunicações Etecsa não pôde ser encontrada para comentar.