Apple não vai divulgar dados de primeiro fim de semana de vendas do iPhone 7

quinta-feira, 8 de setembro de 2016 16:13 BRT
 

SAN FRANCISCO (Reuters) - A Apple afirmou nesta quinta-feira que não vai divulgar os dados do primeiro fim de semana de vendas do recém lançado iPhone 7, o que dificultará para analistas ter uma leitura sobre as perspectivas do produto.

A Apple suspendeu a prática porque o número de celulares vendidos durante o período se tornou mais um reflexo do estoque da Apple do que da demanda, disse uma porta-voz da empresa.

"Como expandimos a nossa distribuição por operadoras e revendedores a centenas de milhares de locais ao redor do mundo, sabemos antes das pré-encomendas de que vamos esgotar o iPhone 7", disse Kristin Huguet, porta-voz da Apple.

"Estas vendas iniciais serão regidas pela oferta, não pela demanda, e decidimos que isso não é mais uma métrica representativa para nossos investidores e consumidores".

A Apple lançou o iPhone 7 e o iPhone 7 Plus na véspera nos EUA. Os novos aparelhos têm câmeras melhoradas e eliminaram a entrada de fonte de ouvido em favor de modelos sem fio. As pré-encomendas começam na sexta-feira e a Apple vai começar a despachar os aparelhos em 16 de setembro.

Analistas observam com atenção o desempenho do iPhone 7, porque as vendas de celulares Apple recuaram por dois trimestres seguidos neste ano, as primeiras quedas já registradas para esta categoria de produto na Apple.

Em 28 de setembro passado, a Apple anunciou que as vendas do primeiro fim de semana do iPhone 6 foram recordes, mas as ações recuaram 2 por cento diante de preocupações de Wall Street sobre esfriamento da demanda.

Mais de metade do faturamento da Apple vem das vendas de iPhones. No último trimestre, a empresa teve receita total de 42,4 bilhões de dólares, com 24 bilhões gerados pelo iPhone.

(Por Julia Love)