Facebook reverte decisão sobre foto "menina do napalm" após críticas

sexta-feira, 9 de setembro de 2016 16:01 BRT
 

SAN FRANCISCO (Reuters) - O Facebook reverteu sua decisão de remover a famosa foto "menina do napalm", de Nick Ut, feita na Guerra do Vietnã, após uma crítica da primeira-ministra norueguesa, que disse que a foto "moldou a história mundial".

O Facebook disse inicialmente que a foto, que mostra uma menina de nove anos correndo nua após um ataque com napalm, viola os padrões da comunidade contra nudez. "Neste caso, nós reconhecemos a importância histórica e global da imagem ao documentar um momento particular na história", disse a empresa em comunicado.

Napalm é um gel pegajoso e incendiário, utilizado como armamento militar.

(Por Yasmeen Abutaleb)

 
Primeira página do jornal de maior circulação da Noruega, Aftenposten, vista em uma banca de revista em Oslo. O editor-chefe e presidente do jornal, Espen Egil Hansen,  escreveu uma carta aberta ao fundador e CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, acusando-o de ameçar a liberdade de expressão e de abuso de poder por ter deletado a emblemática fotografia da guerra do Vietnã, tirada pelo fotóbrafo Nick Ut,  de uma menina correndo das bombas de napalm.  09/09/16 NTB Scanpix/Cornelius Poppe/via REUTERS