Samsung diz que vai acelerar substituição de Galaxy Note 7 defeituosos nos EUA

sexta-feira, 9 de setembro de 2016 16:01 BRT
 

SEUL/NEW YORK (Reuters) - A Samsung disse nesta sexta-feira que expedirá novos carregamentos de seus smartphones Galaxy Note 7 a partir desta semana, em resposta ao conselho de um órgão regulador norte-americano para que usuários não carreguem ou liguem o telefone durante voos devido a baterias defeituosas.

A fabricante sul-coreana fez um recall do Note 7 na semana passada em dez mercados, incluindo os Estados Unidos, dizendo que as baterias dos telefones eram propensas a incêndios. A Administração Federal de Aviação dos EUA orientou os viajantes no fim da quinta-feira a não carregarem seus celulares enquanto estivessem no ar, ou arrumá-los dentro de bagagens despachadas.

"Planejamos expedir novos carregamentos do Galaxy Note 7 a partir desta semana para aliviar preocupações sobre segurança e reduzir qualquer inconveniente para nossos clientes", disse a Samsung em comunicado, respondendo a orientação da FAA. As ações da empresa sul-coreana caíram 3,9 por cento nesta sexta-feira.

Há meses, pilotos e fabricantes alertaram para a preocupação sobre baterias de íons de lítio, usadas em dispositivos como celulares, notebooks e brinquedos. Importantes companhias aéreas baniram skates elétricos durante a temporada de festas e a agência de aviação da ONU proibiu carregamentos de baterias de lítio como carga em aeronaves de passageiros.

(Por Se Young Lee e Jeffrey Dastin; reportagem adicional por Victoria Bryan)