Gravadoras divulgam serviço de transmissão de músicas com menor preço

quinta-feira, 15 de setembro de 2016 18:51 BRT
 

(Reuters) - Duas grandes gravadoras estão lançando um serviço de transmissão de músicas de baixo custo no Reino Unido, um empreendimento raro para empresas diretamente do ramo e outro sinal de que o setor está finalmente indo em direção a preços mais flexíveis.

A Now That's What I Call Music, joint venture entre a Universal Music e a Sony Music que lança séries populares de álbuns compilados, está concluindo um aplicativo de transmissões chamado Now Music+, que oferecerá playlists de canções de sucesso por 4,99 libras esterlinas por mês, ou 5,99 libras esterlinas se adquirido através da App Store, da Apple, disseram pessoas familiarizadas com o assunto.

O "Now Music+" foi ativado discretamente no último verão britânico, em meio a preparações para um lançamento mais amplo, de acordo com duas pessoas com conhecimento do assunto. Embora o aplicativo esteja limitado ao Reino Unido no momento, "isto pode mudar o futuro no curto prazo", escreveu a empresa em seu site.

O movimento ocorre num momento crucial para a indústria da música: a transmissão está surgindo rapidamente como fonte líder de receita para gravadoras, mas elas continuam a se engajar em duras negociações com empresas de tecnologia em relação aos termos de licenciamento, com forte influência no preço final repassado aos consumidores.

Embora o aplicativo Now tenha um catálogo limitado e não permita que usuários ouçam música sob demanda, ele colocará as gravadoras em uma posição competitiva, de certa forma, com as empresas de transmissão, que são parceiros cada vez mais importantes, disse o analista da MIDiA Research, Mark Mulligan.

Sony e Universal não quiseram comentar. Amazon, Spotify e Pandora também não quiseram comentar.

(Por Julia Love; reportagem adicional por Kate Holton)