Google pode enfrentar cobrança de mais de US$400 mi em impostos da Indonésia, diz autoridade

segunda-feira, 19 de setembro de 2016 11:16 BRT
 

JACARTA (Reuters) - A Indonésia planeja cobrar da Alphabet, controladora do Google, cinco anos de impostos atrasados e a companhia poderá enfrentar uma conta de mais de 400 milhões de dólares apenas de 2015 se o governo determinar que a empresa evadiu impostos, afirmou uma autoridade sênior do país à Reuters.

Muhammad Hanif, diretor da área de casos especiais da agência tributária do país, disse ao comentar investigações sobre as operações indonésias do Google nesta segunda-feira.

A agência avalia que a PT Google Indonesia pagou menos de 0,1 por cento do total da receita e impostos por valor adicionado que devia no ano passado.

A maior parte da receita gerada na Indonésia é registrada na sede do Google para Ásia-Pacífico localizada em Cingapura. Representantes da Google Asia Pacific rejeitaram uma auditoria em junho, fazendo a agência tributária transformar o caso em um processo criminal, disse Hanif.

"O argumento do Google é que eles apenas fizeram planejamento tributário", disse Hanif. "Planejamento tributário é legal, mas planejamento tributário agressivo, até o ponto em que o país onde a receita é gerada não recebe nada, é ilegal."

O Google na Indonésia reafirmou comunicado da semana passada em que disse que coopera com autoridades locais e que tem pago todos os impostos cabíveis.

Hanif estimou a conta de impostos de 2015 devidos pelo Google, incluindo multas, como sendo de 5,5 trilhões de rúpias (418 milhões de dólares). Ele não deu estimativa para o período de cinco anos.

A agência tributária também está planejando buscar impostos atrasados de outras companhias que entregam conteúdo pela Internet na Indonésia, disse Hanif.

A receita total com publicidade pela indústria é estimada em 830 milhões de dólares por ano, com Google e Facebook sendo responsáveis por cerca de 70 por cento desse valor, afirmou Hanif.

(Por Gayatri Suroyo e Eveline Danubrata)