Sony e Dalian Wanda fazem acordo para atingir enorme mercado cinematográfico da China

sexta-feira, 23 de setembro de 2016 17:20 BRT
 

XANGAI (Reuters) - O conglomerado chinês Dalian Wanda comercializará os filmes da Sony Pictures e cofinanciará alguns dos próximos lançamentos da unidade de cinema da Sony na China, país que deve se tornar o maior mercado de cinema do mundo já no ano que vem.

O grupo Wanda, do homem mais rico da China, Wang Jianlin, e a Sony, anunciaram o acordo nesta sexta-feira, sob o qual a Sony Pictures utilizará a dona da maior rede de cinemas da China para ter melhor acesso ao ainda restrito mercado cinematográfico chinês.

A aliança ajudará a empresa chinesa a ampliar sua presença em Hollywood e avançar na meta de Wang de tornar o grupo uma potência do entretenimento global.

O grupo Wanda disse em comunicado no seu site que a aliança vai utilizar sua infraestrutura voltada aos consumidores para impulsionar a presença da Sony Pictures na China, que está a caminho de ultrapassar os Estados Unidos como a maior do mundo no setor até o ano que vem, de acordo com executivos do setor.

"Esta parceria faz muito sentido para ambas as partes. A Sony se beneficiará com distribuição mais uniforme e a reprodução de seus filmes na China e o Wanda poderá integrar ainda mais o lado de desenvolvimento de conteúdo do negócio", disse Ben Cavender, da China Market Research Group.

Wanda não quis dar mais detalhes sobre o acordo. A Sony não estava imediatamente disponível para comentários.

(Por Jackie Cai e Brenda Goh; reportagem adicional de Makkiko Yamazaki)