Bancos ampliam sistema de segurança Swift após ataques hackers

quinta-feira, 29 de setembro de 2016 19:25 BRT
 

GENEBRA (Reuters) - Os bancos estão apertando a segurança de suas redes de mensagens Swift - usada pelo setor para transferir trilhões de dólares todos os dias - após revelações de hackers estão cada vez mais capazes de entrar neste sistema para roubar dinheiro.

Os banqueiros disseram na conferência anual da Swift que estão adotando novas ferramentas de segurança, revisando procedimentos e pressionando seus parceiros a fazer o mesmo. Alguns bancos também estão procurando uma tecnologia alternativa para transferir dinheiro, tais como sistemas blockchain.

O movimento acontece após o roubo de 81 milhões de dólares do banco central de Bangladesh em fevereiro e revelações de outras infiltrações em terminais da Swift em bancos. Esses ataques hackers minaram a confiança nas mensagens do Swift, que anteriormente eram inquestionáveis.

"Os ataques continuarão e serão mais sofisticados", disse o presidente-executivo da Swift, Gottfried Leibbrandt, alertando que é uma cooperativa global controlada pelos membros.

O Chefe Global de Transações Globais do francês Société Générale disse que seu banco já havia adotado todas as medidas de segurança recomendadas pela Swift, mas os ataques hackers o haviam encorajado a dar um passo adiante.

O banco introduziu uma nova camada de segurança, na qual os funcionários autorizados a enviar instruções de pagamento devem agora entrar com um scanner de impressão digital.

(Por Tom Bergin)