Prestador de serviços da NSA é acusado de roubar dados secretos dos EUA

quarta-feira, 5 de outubro de 2016 19:57 BRT
 

WASHINGTON (Reuters) - O FBI prendeu um prestador de serviços da Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos acusado de roubo de informações altamente confidenciais e está investigando possíveis ligações com o recente vazamento de ferramentas secretas utilizadas para invadir computadores de adversários como a Rússia e a China, disseram autoridades dos EUA.

Harold Thomas Martin, 51 anos, que trabalhou para a Booz Allen Hamilton, foi preso em agosto, disse uma autoridade dos EUA, que pediu para não ser identificada. Booze Allen é a empresa de consultoria que empregava Edward Snowden quando ele revelou a coleção de metadados da NSA em 2013.

A alegação de um segundo vazamento de informações ultra secretas da NSA por um funcionário pode comprometer os esforços do governo de Barack Obama para se recuperar da divulgação por Snowden das atividades de vigilância e de espionagem cibernética do governo dos EUA.

A Booz Allen disse em comunicado que quando "soube da prisão de um de seus funcionários pelo FBI" o demitiu imediatamente e ofereceu cooperação total às autoridades.

O Departamento de Justiça dos EUA acusou Martin de roubar material sigiloso do governo, de acordo com a queixa revelada nesta quarta-feira.

A notícia da prisão seguiu uma reportagem do New York Times de que o FBI estava investigando se Martin roubou e revelou "códigos fonte" de computadores altamente sigilosos desenvolvidos para invadir redes na Rússia, China, Irã, Coreia do Norte e outros países.

(Por Julia Edwards, Jim Finkle e Susan Heavey)