Snapchat contrata Morgan Stanley e Goldman Sachs para IPO, diz fonte

quinta-feira, 13 de outubro de 2016 11:51 BRT
 

(Reuters) - A empresa por trás do aplicativo Snapchat contratou Morgan Stanley e Goldman Sachs para coordenarem sua oferta pública inicial de ações (IPO), que pode ocorrer em março do próximo ano, afirmou uma fonte com conhecimento do assunto.

Os bancos foram notificados da escolha nesta semana e receberam um dos mais disputados mandatos para IPO dos últimos anos. A companhia sediada em Venice, no Estado norte-americano da Califórnia, quer obter um valor de mercado de 25 bilhões de dólares.

JPMorgan Chase, Deutsche Bank, Allen & Co, Barclays e Credit Suisse Group também participam da coordenação da operação, disse a fonte.

A Snapchat é controlada pela Snap Inc e representantes dos bancos não estavam disponíveis para comentar o assunto quando da publicação desta reportagem.

O Snapchat foi lançado em 2012 como um aplicativo gratuito que permite aos usuários enviarem fotos que desaparecem depois de alguns segundos de exposição. O programa tem mais de 100 milhões de usuários ativos atualmente dos quais cerca de 60 por cento têm idades de entre 13 e 24 anos, o que o torna atraente para anunciantes.

A companhia levantou 1,8 bilhão de dólares em maio, o que a avaliou como valendo cerca de 20 bilhões de dólares, afirmaram reportagens da imprensa na época.

Mas investidores se preocupam que a venda de espaço publicitário no Snapchat é a única fonte relevante de receita da empresa.

Em setembro, a Snap começou a se descrever como uma companhia de câmera. O primeiro produto físico a ser lançado pela empresa serão óculos que possuem uma câmera de vídeo incorporada. Os usuários poderão gravar um vídeo de 10 segundos que poderá ser sincronizado com seus celulares.

Entre os investidores da última rodada de financiamento da Snap estão General Atlantic, Sequoia Capital, T. Rowe Price e Lone Pine.

(Por Sruthi Ramakrishnan em Bangalore, Índia; Lauren Hirsch em Nova York)